Professor Lucchesi apresenta livro no Instituto de Estudos Culturalistas em Canela

O autor destaca que a cegueira deliberada é uma das mais importantes discussões em Direito Penal

Foto: Bebel Ritzmann
Foto: Bebel Ritzmann

O professor e advogado Guilherme Brenner Lucchesi estará em Canela (RS), nesta sexta-feira (29.09), para apresentar seu livro Punindo a culpa como dolo: o uso da cegueira deliberada no Brasil, publicado pela Editora Marcial Pons. 

A obra revela as principais armadilhas criadas pela "teoria da cegueira deliberada" no julgamento de casos penais e tem prefácio assinado pelo professor catedrático da Universidade Humboldt de Berlim (Alemanha), Luís Greco. 

A apresentação do livro integra a programação de eventos do Instituto de Estudos Culturalistas – IEC e acontecerá na Biblioteca Professor Miguel Reale, que reúne obras deste importante jurista.

Lucchesi, doutor em Direito pela UFPR, destaca que a cegueira deliberada é uma das mais importantes discussões em Direito Penal trazida nas operações federais por crimes do colarinho branco, e permite responsabilizar uma pessoa pela prática de crime doloso, ainda que ela não tenha conhecimento de crime. E foi objeto de discussão no caso do Mensalão no Supremo Tribunal Federal - STF e citada em diversas sentenças da Operação “Lava Jato”.

Sobre Guilherme Brenner Lucchesi - advogado criminalista, doutor em Direito pelo Programa de Pós-graduação em Direito da UFPR. Master of Laws (LL.M.) pela Cornell Law School. Professor de Direito Penal do Unicuritiba. Coordenador adjunto da Pós-Graduação EAD em Direito Penal e Direito Processual Penal da ABDConst. Presidente do Instituto Brasileiro de Direito Penal Econômico (2018-2020). Diretor da Revista do Instituto dos Advogados do Paraná (2017-2019). Membro do New York State Bar (habilitação para advogar no Estado de Nova York - EUA).

Apoio